Coca-Cola vai repor 100% da água que usa até o fim deste ano.


A Coca-Cola Co. e suas parceiras de engarrafamento esperam repor toda a água utilizada em suas fábricas até o fim de 2015, atingindo assim uma antiga meta de conservação cinco anos antes do programado.

A gigante das bebidas não alcoólicas, que anunciou o objetivo de reposição em 2007, disse que já está “equilibrando” cerca de 94 por cento da água, o que significa que a empresa devolve a maior parte do que utiliza. A Coca-Cola emprega distintos sistemas para restituir a água, como tratamento de resíduos em suas fábricas e projetos de reflorestamento.

Como consumidor de água, o Sistema Coca-Cola tem uma responsabilidade especial na proteção desse recurso compartilhado”, disse o CEO Muhtar Kent, em um comunicado nesta terça-feira.

Esse projeto visa garantir que a companhia terá água suficiente para suprir suas necessidades e também tranquilizar os consumidores que estejam preocupados com a seca na Califórnia e em outros lugares. Originalmente, a Coca-Cola tinha planejado passar a repor toda a água que consome até 2020.

Mediante 209 projetos em 61 países, a companhia com sede em Atlanta e suas parceiras de engarrafamento devolveram quase 153,6 bilhões de litros de água, de acordo com a empresa. O Sistema Coca-Cola também reciclou 126,7 bilhões de litros de água depois do tratamento de resíduos. Juntos, esses números devem atingir a meta da companhia até o fim de 2015, com base no volume de vendas de 2014.

Redução de risco

O programa tem mais a ver com uma necessidade empresarial estratégica do que com filantropia, disse Greg Koch, diretor global de administração de água da Coca-Cola, em uma entrevista. O acesso local à água é vital para o sucesso da companhia, disse ele, pois “o preço que definimos para nossos produtos exige que eles sejam produzidos e distribuídos localmente”.

Quando há estresse hídrico, “isso apresenta riscos para as comunidades, para os ecossistemas e para todas as empresas que operam no lugar – inclusive a nossa”, disse Koch.

Como parte da iniciativa, a Coca-Cola se juntou a outras organizações para aumentar o acesso à água e proteger as bacias hidrográficas. Mesmo depois de atingir o mais recente objetivo, ainda resta muito trabalho pela frente, disse Koch.

Ainda existem bacias hidrográficas -- independentemente de quanto nós repusemos --, com estresse hídrico e, portanto, há riscos para os ecossistemas, para essas comunidades e para as economias em que participamos”, disse ele. “Precisamos continuar trabalhando muito acima de qualquer porcentagem do nosso volume de vendas porque trata-se de um risco corporativo vital que é fundamental para o nosso modelo de negócios”.

Fonte

Ele é Blogueiro, Designer gráfico e Palestrante... Auditório, ele é bom ou não é?!?!?

COMPARTILHAR

POSTAGENS RELACIONADAS

Próxima
« Voltar
Anterior
Próxima »
A reprodução do conteúdo deste blog é permitida e incentivada, desde que citada e linkada a sua fonte.
Todas as postagens aqui são linkadas.