Picolé de fruta 100% natural via WhatsApp

O designer gráfico Rafael Cipolla, 27, e o publicitário Thiago Godoy, 32, se conheceram enquanto trabalhavam em uma multinacional, em São Paulo. Eles logo se tornaram amigos, mas um outro fator os deixou ainda mais próximos: a vontade mútua de mudar de carreira.


A partir do momento em que descobriram ter esse desejo em comum, Cipolla e Godoy começaram a pensar em um produto que pudessem criar e comercializar juntos.

A ideia chegou meio sem querer durante uma viagem ao litoral com alguns amigos. O grupo sempre preparava alguns lanchinhos para levar à praia, inclusive algumas frutas picadas. Um dia, meio na brincadeira, misturaram algumas frutas com água de coco, colocaram dentro de uma caixinha vazia de leite condensado e deixaram no freezer. “O que nos surpreendeu no resultado foi o aspecto visual, que ficou lindo”, diz Godoy. “A partir de então começamos a fazer alguns testes para conhecer melhor o assunto e entender o processo de produção.

Vários testes, muitas frutas e água de coco depois, nasceu o Sorvete Naked, um picolé sem corantes ou açúcar. No fim de 2014, a dupla de empreendedores colocou no ar o site e as redes sociais da marca, para ver como o público reagiria à identidade visual dela e do produto. “Queríamos sentir se havia demanda. Só tínhamos alguns protótipos, mas o resultado foi além das nossas expectativas, logo já começamos a receber encomendas”, afirma Godoy.

Com um investimento inicial de R$ 100 mil, os empreendedores alugaram um espaço para ser a fábrica da marca, adquiriram o maquinário necessário e deram início às atividades em janeiro de 2015.

Sorveteiros do asfalto

O Sorvete Naked conta com dois diferenciais. O primeiro deles é o fato de privilegiar as frutas da estação. “Como o produto não leva açúcar ou conservantes, dependemos de uma fruta muito saborosa e de qualidade”, diz Cipolla.

O segundo destaque é que as vendas da marca só acontecem sob encomenda. “Resolvemos fazer a venda direta. Por enquanto, contar com intermediários exigiria uma outra logística muito complexa. Ainda estamos entendendo o mercado do nosso produto”, afirma Godoy.

As encomendas são realizadas de três formas: reservas que são feitas durante a semana por e-mail ou telefone e são entregues todas as sextas-feiras aos clientes; pedidos em quantidades maiores, geralmente para eventos, nos quais os empreendedores levam o freezer ou o carrinho da marca; e um canal por WhatsApp. Os clientes podem se registrar neste último no site da empresa, que os avisa toda vez que estiverem na região. “Dessa forma nos comunicamos direto com as pessoas e calculamos a demanda para atingir cada região. É uma forma inovadora de levar o produto ao cliente”, afirma Cipolla

A intenção dos empreendedores é chegar ao fim do ano com o negócio se pagando. "E, se depender da demanda da clientela, não será difícil", diz o empreendedor.

Fonte: PEGN

Ele é Blogueiro, Designer gráfico e Palestrante... Auditório, ele é bom ou não é?!?!?

COMPARTILHAR

POSTAGENS RELACIONADAS

Próxima
« Voltar
Anterior
Próxima »
A reprodução do conteúdo deste blog é permitida e incentivada, desde que citada e linkada a sua fonte.
Todas as postagens aqui são linkadas.