De olho na Copa, operadoras lançam ofertas de planos de celular para estrangeiros.

Todo mundo sabe que roaming internacional é muito caro, e manter seu smartphone conectado durante viagens é uma necessidade que está cada vez mais comum, seja para compartilhar aquela foto no Instagram ou utilizar serviços de mapas para não se perder. Pensando nisso, as operadoras brasileiras estão investindo em ofertas pré-pagas dedicadas para os visitantes da Copa do Mundo de 2014.


Claro
A partir desta semana será possível adquirir o Claro Visitors. Trata-se de uma oferta completamente direcionada para estrangeiros: os materiais informativos que acompanham o chip estão todos em inglês, a central de ativação e atendimento são preparadas para lidar com inglês e espanhol e a caixa postal está traduzida.

O chip custa R$ 60, já com uma oferta específica para visitantes, contemplando 40 SMS nacionais, 40 SMS internacionais, 21 minutos em ligações locais para qualquer operadora e 21 minutos em ligações DDD ou DDI. Além disso, as SMS entre clientes Claro Visitors são ilimitadas, e o cliente também tem 300 MB em dados, podendo usar Twitter e Facebook sem descontar da franquia.Quem tiver smartphone compatível com LTE em banda 7 poderá utilizar a rede 4G da operadora – caso contrário, a navegação é feita na velocidade 3GMax.

Os chips poderão ser comprados em lojas Claro, agentes autorizados da operadora e nas principais redes de varejo. Além disso, é possível encontrar o chip Claro Visitors em quiosques em aeroportos. Quem comprar o chip Claro Visitors poderá fazer a ativação com seu passaporte via USSD, sem precisar se dirigir a uma loja – algo que é preciso ser feito se o estrangeiro comprar um chip de planos convencionais.

Após ativado, o plano tem validade de até 60 dias, ou até o término dos benefícios. Também é possível complementar as franquias de dados, voz e mensagens com as recargas convencionais de planos pré-pagos. Apesar do lançamento ser às vésperas da Copa, o Claro Visitors permanecerá no portfolio da operadora para os demais visitantes.

O serviço também será divulgado em parceria com as companhias aéreas, de forma que quem vier para a Copa ficará sabendo sobre o produto assim que entrar no avião.

Oi
Já na Copa das Confederações, lembro-me que a Oi preparou certa infraestrutura para que estrangeiros possam comprar SIM cards locais: as lojas foram adesivadas com informações em inglês e espanhol para que os estrangeiros que compraram SIM card em pontos de venda possam ativar o serviço com seu passaporte.

A estratégia para a Copa do Mundo parece um pouco mais acertada: a operadora irá vender SIM cards online para estrangeiros. Ele será entregue ao endereço de hospedagem no Brasil, com tudo pré-ativado, para inserir no aparelho e sair usando.

A tarifação é bem simplificada: a diária de R$ 0,99 traz internet, SMS, ligações e acesso ilimitado ao Oi WiFi. Só não sabemos qual é a regra de uso para cada uma (quantos minutos de ligação ou franquia de internet, por exemplo), mas é bem possível que seja nos mesmos moldes do Oi Galera.

O chip custa R$ 40 e já traz R$ 30 em créditos. Para adquirir, basta entrar no site da operadora e clicar na aba “Visitor”.


TIM
A TIM também lançou um chip específico para estrangeiros. O Visitor Prepaid SIM card traz algumas vantagens que nem os clientes pré-pagos convencionais tem.

Ao contrário da Claro, a oferta da TIM não consiste em um pacote: a operadora aposta na tarifação avulsa dos serviços. O SMS custa R$ 0,50 cada, seja nacional ou internacional. As ligações internacionais custam R$ 1 por minuto e as ligações nacionais custam R$ 0,50, seja para telefone fixo ou móvel, mesmo que de outra operadora. O pacote de internet que é muito interessante: custa R$ 25 por semana e tem 1,5 GB de dados.

O preço da ligação nacional é tão bom que questionei a TIM se brasileiros seriam impedidos de ativar esse plano. E não, não há nenhum problema: qualquer pessoa pode comprar e usar o plano de estrangeiros numa boa.

Entretanto, assim como o Claro Visitors, a oferta só é válida para quem comprar o Visitor Prepaid SIM card. A venda do chip não ficará restrita apenas nas lojas da operadora, e ele poderá ser encontrado em alguns pontos de venda.

O chip custa R$ 50, valor totalmente revertido em créditos. É possível complementar a recarga como um pré-pago convencional. Quem estourar a franquia de dados tem a conexão cortada, embora seja possível contratar outros 1,5 GB por mais R$ 25.

Vivo
A Vivo é a única das quatro principais operadoras que não irá lançar nenhuma oferta específica de chips pré-pagos para estrangeiros. Ainda assim, a operadora informou que o turista poderá visitar uma loja da operadora e comprar um chip pré-pago com as tarifas e promoções tradicionais.

Entretanto, a operadora destaca que a aposta com turistas é diferente: a Vivo firmou acordo com operadoras de 18 países para que os visitantes possam utilizar roaming de dados em sua rede 4G.

Ele é Blogueiro, Designer gráfico e Palestrante... Auditório, ele é bom ou não é?!?!?

COMPARTILHAR

POSTAGENS RELACIONADAS

Próxima
« Voltar
Anterior
Próxima »
A reprodução do conteúdo deste blog é permitida e incentivada, desde que citada e linkada a sua fonte.
Todas as postagens aqui são linkadas.