Gerente do Santander é presa por roubar agências 'por raiva' do banco

A gerente do banco Santander Suzyane Nogueira Ribeiro da Silva, 30 anos, foi presa pela Polícia Civil do Amazonas por envolvimento em um roubo e um furto a duas agências do banco em Manaus. Segundo a polícia, a gerente confessou os crimes e tentou justificá-los por raiva da empresa. Além da gerente, foram presos o namorado dela, Rander Oliveira Fortes, 26 anos, e Jair Eleotério Cardoso, 24 anos.

Segundo a polícia, a participação da gerente começou a ser descoberta a partir da investigação do roubo da primeira agência do Santander, localizada dentro de um Centro Universitário, no bairro da União, zona sul de Manaus, em abril desse ano.

"Nessa primeira ação, a gerente Suzyane foi rendida na porta da agência, de onde foram levados R$ 163 mil. Mas nas investigações descobrimos que ela, na noite anterior, levou essa quantia para a casa dela, e, no dia seguinte, com a ajuda do namorado, simulou o roubo", explicou Orlando Amaral, delegado titular da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF).



Após o roubo, Suzyane foi transferida para a gerência da agência do Santander localizada dentro de uma universidade, no bairro Parque das Laranjeiras, na zona Centro-Sul. Essa agência foi furtada no início de junho em R$ 252 mil. A partir desse furto, as investigações chegaram à quadrilha.

"As imagens das câmeras de vigilância do banco mostram que o local não foi arrombado. As imagens mostram um homem abrindo a porta da agência com uma chave. Depois, esse homem vai até o alarme e o desarma, digitando a senha, e em seguida vai direto ao local onde ficava escondido a chave do cofre. Descobrimos que quem entra no banco é o Jair Eleotério,  que foi contratado pelo Rander", esclarece o delegado Orlando Amaral.

Com base nessa apuração e em outras informações obtidas na investigação, a Justiça concedeu mandado de prisão contra os suspeitos. Os três foram presos ontem e apresentados hoje à imprensa. Um quarto suspeito, identificado como Eduardo Xavier Ribeiro Júnior, 35 anos, encontra-se foragido.

Segundo a polícia os R$ 415 mil das duas ações fora divididos entre os suspeitos. Eduardo Xavier recebeu R$ 35 mil, enquanto Jair Eleotério ficou com R$ 5 mil. Os R$ 375 mil restantes foram usados por Suzyane e Rander para comprar um terreno avaliado em R$ 50 mil, duas motocicletas para a distribuidora de bebidas de Rander e um apartamento no valor de R$ 320 mil para o casal. "Em depoimento, Suzyane chorou e confessou o crime, tentando justificá-lo por raiva do banco que nunca a reconheceu profissionalmente", finalizou Amaral.

VIA

Ele é Blogueiro, Designer gráfico e Palestrante... Auditório, ele é bom ou não é?!?!?

COMPARTILHAR

POSTAGENS RELACIONADAS

Próxima
« Voltar
Anterior
Próxima »
A reprodução do conteúdo deste blog é permitida e incentivada, desde que citada e linkada a sua fonte.
Todas as postagens aqui são linkadas.