Refrigerante de 2 litros é proibido em Nova York


A partir do dia 12 de março, os nova-iorquinos darão adeus aos refrigerantes e bebidas adoçadas vendidas em embalagens de 2 litros nos restaurantes e lanchonetes da cidade. A proibição proposta pelo prefeito Michael Bloomberg foi aprovada por unanimidade pelo Conselho de Saúde da cidade em setembro do ano passado.

Com a decisão, que exclui água e sucos naturais, essas bebidas só poderão ser comercializadas em vasilhames de até 473 ml, sob pena de multa de US$ 200. Bloomberg afirma que o objetivo é lutar contra a obesidade e os altos índices de diabetes. Entretanto, a ideia não agradou os nova-iorquinos. Uma pesquisa realizada pelo jornal “The New York Times” mostrou que 60% da população classificou a mudança como uma “má ideia”.





Além de representar uma afronta ao direito de escolha do consumidor, a medida poderá doer no bolso. De acordo com o jornal “New York Post”, uma pizzaria cobra US$ 3 por uma garrafa de 2 litros de Coca-Cola, mas com a restrição os clientes precisarão comprar seis latas de 12 355 ml, a US$ 1,50 cada, resultando em US$ 7,50, para obter a mesma quantidade do refrigerante.

A American Beverage Association, associação de fabricantes de bebidas, recorreu à Corte Federal de Manhattan a fim de barrar a nova lei. “É ridículo. Por que eles (os restaurantes e lanchonetes) não poderão vender algo que se compra no supermercado?”, questionou o advogado da New York City Hospitality Alliance, Robert Bookman.

VIA

Ele é Blogueiro, Designer gráfico e Palestrante... Auditório, ele é bom ou não é?!?!?

COMPARTILHAR

POSTAGENS RELACIONADAS

Próxima
« Voltar
Anterior
Próxima »
A reprodução do conteúdo deste blog é permitida e incentivada, desde que citada e linkada a sua fonte.
Todas as postagens aqui são linkadas.