Cuecas a pães e vinhos, site agrega serviços de assinatura


Durante uma viagem aos Estados Unidos, em 2010, Fernando Nigri percebeu que, naquele país, os sites de compras coletivas não atraíam mais multidões, o que acontecia no Brasil. No lugar deles, novos sites passaram a chamar a atenção do público: aqueles que, em vez de produtos, ofereciam compras programadas com serviço de entrega. “É muito mais fácil vender um serviço, pois a insatisfação do cliente é menor”, conta o empresário. 

Ao retornar para São Paulo, ele já tinha uma ideia inicial de negócio. Em outubro de 2011, estruturou o Assina Me, uma página que reúne empresas de assinaturas de gêneros variados. Pães, vinhos, produtos sensuais, flores, filmes e até mesmo cuecas podem ser assinados no site com valor promocional. Os itens são entregues na casa do cliente, de acordo com a periodicidade contratada. 

Apesar de ter se formalizado como empresa em outubro, o portal foi lançado em abril de 2012. “Na abertura, tínhamos 15 marcas parceiras e, hoje, já conseguimos fidelizar 50 empresas”, afirma Nigri. Aos 23 anos de idade e recém-formado em Administração de Empresas pela Fundação Armando Alvares Penteado (Faap) – a conclusão do curso aconteceu em dezembro de 2010 –, usou uma campanha nas redes sociais para atrair clientes e parceiros. “Criamos uma fanpage no Facebook com promoções e isso expôs a empresa de forma positiva. Em pouco tempo, já tínhamos aproximadamente 55 mil fãs. Por isso, conseguimos a adesão de mais marcas”, diz.

O faturamento do Assina Me vem do valor cobrado das empresas de assinaturas, que vendem seus serviços na página. Elas devem pagar de 10% a 15% do valor de cada venda. De acordo com Nigri, o site tem atualmente uma média de 50 assinaturas intermediadas por dia.

Atendimento ao cliente

O empresário identificou que um dos maiores problemas dos sites de compras coletivas, tanto nos Estados Unidos quanto no Brasil, era a insatisfação recorrente de clientes, que não conseguiam agendar atendimento ou se decepcionavam com o produto prometido. Por isso, sua primeira preocupação ao criar o site de assinaturas foi procurar marcas idôneas para oferecer em seu site. Como intermediador da compra, o empresário valoriza um atendimento ao cliente eficaz e ágil. “Oferecemos assistência online [por meio de um chat] e via telefone. Entramos em contato com a empresa e, caso o cliente continue insatisfeito, fazemos uma avaliação do parceiro.

Segundo o administrador, após a análise, caso seja identificada culpa da empresa, a política do Assina Me é de cancelar o contrato com ela. “Preciso manter a confiabilidade da página, pois, sem ela, os clientes acabarão com receio de comprar”, avalia Nigri.

Fidelização 

Para o empresário, seu maior compromisso com os parceiros do portal é a fidelização de clientes. “Por meio do Assina Me, os compradores da internet vão conhecer essas marcas, pois a maior dificuldade delas é a falta de exposição”, diz. Ele defende que a comodidade da entrega periódica, sem que o usuário tenha de se preocupar em entrar em contato para renovar seus produtos, é um dos maiores atrativos do site.

Apesar de ser uma ideia nova no mercado brasileiro, o site agregador de assinaturas chamou bastante atenção do público online. Por isso, Fernando Nigri tem perspectivas otimistas para o fim do ano. “Esperamos dobrar número de parceiros e abrir 2013 com 100 marcas filiadas.” 

Ele é Blogueiro, Designer gráfico e Palestrante... Auditório, ele é bom ou não é?!?!?

COMPARTILHAR

POSTAGENS RELACIONADAS

Próxima
« Voltar
Anterior
Próxima »
A reprodução do conteúdo deste blog é permitida e incentivada, desde que citada e linkada a sua fonte.
Todas as postagens aqui são linkadas.