Um mangá inspirado em Padre Cícero? Gostei!


Os fãs do quadrinhos e desenho japoneses, os otakus, estão em várias partes do mundo, inclusive nas cidades do Cariri, interior do Ceará.

E a paixão dos fãs criou um mangá bem regional. No próximo dia 29, nove jovens que integram o grupo denominado Katsu (“Vencer” em japonês) lançam o primeiro mangá inspirado na trajetória do Padre Cícero Romão Batista, em Juazeiro do Norte.

Segundo o vice-presidente do grupo, Edson Gonçalves, o grupo existe há dois anos e promove atividades no Cariri voltadas para divulgação dos quadrinhos e desenhos japoneses.

Há um ano e meio, pouco antes das festas de comemoração do centenário do Padre Cícero, o grupo decidiu produzir o mangá em homenagem ao padroeiro, aproveitando a oportunidade para reforçar o trabalho desenvolvido pelo Katsu.

“É complicado querer divulgar cultura japonesa em uma cidade de cultura totalmente regional como Juazeiro do Norte”, disse Gonçalves, explicando que o mangá foi a forma encontrada de dar visibilidade aos otakus do Cariri. A produção intitulada “Joaseiro” levou aproximadamente um ano para ficar pronta, segundo Gonçalves. “Visitamos museus, fizemos pesquisa histórica, buscamos conhecer os pontos turísticos que envolvem a trajetória do Padre Cícero”, afirma.

O resultado do ano de trabalho foram 56 páginas retratando o início da “missão” que, segundo os fieis, foi aceita por Padre Cícero quando ele ainda era jovem. “Nós falamos da chegada à Joazeiro [antigo nome da cidade] e dos problemas que ele [Padre Cícero] encontrou, como a da dependência com relação ao município do Crato. Este volume termina com a declaração de independência”, conta o vice-presidente do grupo.

Mangá intitulado "Joaseiro" será lançado dia 29 de abril. As 56 páginas retraram início da trajetória de
Padre Cícero em Juazeiro do Norte (Foto: Katsu / Divulgação)
Os criadores de “Joaseiro” afirmam ser influenciados por mangakas (desenhistas e roteiristas de mangás) especialistas no estilo shonen (mangás para meninos), como Takehiro Inoue autor de Vagabond; Akira Toriyama, autor da saga Dragon Ball; e Yoshihiro Togashi, autor de Yuyu Hakushô. Mas, escolheram o estilo shoujo (mangás para meninas) como traço oficial do quadrinho de Padre Cícero.

Cinco pessoas do grupo Katsu trabalharam diretamente na produção do quadrinho, outras quatro assumiram funções administrativa e de captação de recursos. “Agora que conseguimos apoio, a gente quer dar continuidade a história”. De acordo com Edson Gonçalves, a popularidade crescente e os preparativos para o lançamento do mangá Joazeiro, fez com que novas propostas surgissem para o grupo e, com elas a necessidade de agregar novos membros.

Uma delas é a transformação de alguns cordéis em mangás, estendendo a popularidade do estilo ao tradicionalismo do cordel cearense. Os responsáveis pela produção de “Joaseiro” estarão no evento de lançamento do mangá, o Sertão Otaku que ocorre nos dias 28 e 29 de abril no Sesc Juazeiro. O evento é gratuito. 

Conheça os autores do “Joaseiro”:
Allan Fefferson – desenho, tons e cores
Israel de Oliveira – desenho e storyboard e arte final
Jefferson de Lima – arte final
Hiroyto Sobreira – roteiro
Tony Paixão – tratamento digital
Edson Gonçalves – publicação
Luís Monteiro – coordenador do projeto
Leandro da Silva – tesoureiro
José Fábio Vieira – presidente

Ele é Blogueiro, Designer gráfico e Palestrante... Auditório, ele é bom ou não é?!?!?

COMPARTILHAR

POSTAGENS RELACIONADAS

Próxima
« Voltar
Anterior
Próxima »

4 Deixe seu comentário!

Write Deixe seu comentário!
A reprodução do conteúdo deste blog é permitida e incentivada, desde que citada e linkada a sua fonte.
Todas as postagens aqui são linkadas.