China multa quem tem 2º filho em Hong Kong


Ao voltar, infratoras podem ter de pagar até 6 vezes a renda per capita da sua cidade de origem

Chinesas que tiverem um segundo filho em Hong Kong serão multadas por infringir a política de filho único da China. 

Muitas cidadãs do continente vão à ex-colônia britânica para dar à luz, tentando driblar a lei do filho único e obter direitos de residência em uma das cidades mais ricas do país. As salas de maternidade de Hong Kong estão reservadas até setembro. 

A multa já está sendo aplicada, segundo o diretor do departamento de planejamento familiar da província de Guangdong, Zheng Feng. De acordo com ele, mulheres de várias cidades do país, que deram à luz um segundo filho em Hong Kong, foram multadas assim que voltaram para casa. 

O diretor não especificou quantas punições foram aplicadas ou qual o valor da multa. No entanto, o site do governo de Guangdong diz que "infratores" serão multados em até seis vezes a renda per capita da cidade de origem. 

Política 

A China introduziu a política de filho único em 1979 para limitar os nascimentos no país mais populoso do planeta. 

Em 2010, um terço das 88 mil crianças nascidas em Hong Kong era filha de chinesas da parte continental, um grande salto em relação a 2001 (apenas 620 bebês). 

Um dos efeitos dessa política é a diminuição no número de mulheres, pois são os filhos homens os responsáveis pelos pais na velhice. O aborto em função do gênero fez o governo proibir a revelação do sexo do bebê durante a gravidez. Segundo o Ministério da Saúde, em 2050, haverá 35 homens para cada mulher. 


Ele é Blogueiro, Designer gráfico e Palestrante... Auditório, ele é bom ou não é?!?!?

COMPARTILHAR

POSTAGENS RELACIONADAS

Próxima
« Voltar
Anterior
Próxima »
A reprodução do conteúdo deste blog é permitida e incentivada, desde que citada e linkada a sua fonte.
Todas as postagens aqui são linkadas.