Atenção! Google já pode comprar a Motorola Inc.


A oferta de US$ 12,5 bilhões do Google para comprar a Motorola Mobility recebeu aprovação dos reguladores anti-trustre dos Estados Unidos e da União Europeia, deixando a companhia mais próxima de completar sua maior aquisição em 13 anos de existência. O valor é maior do que todas as 184 aquisições já realizadas pela companhia desde 2004.


Agora, o Google precisa enfrentar a mesma burocracia na China, Taiwan e Israel, antes de assumir o controle da Motorola Mobility Inc e expandir suas operações com a fabricação de celulares, tablets e outros equipamentos de telefonia móvel.


O maior problema do Google está na China. A empresa americana tem uma relação complicada com o governo chinês e nunca conseguiu transformar seu buscador em um grande sucesso. Há dois anos, o Google acusou hackers chineses de invadir seu sistema para roubar dados. A invasão levou o Google a transferir as operações de seu buscador da China para Hong Kong, onde não há censura.

Para o Google, o negócio poderia impulsionar a próxima fase da companhia. A Motorola possui mais de 17 mil patentes, o que colocaria a companhia no mesmo patamar de Apple e Microsoft.

O acordo foi anunciado há seis, mas estava pendente de aprovação dos reguladores anti-truste. “O acordo vai aumentar a competitividade e oferecer aos consumidores inovação em menor tempo, maior escolha e experiências maravilhosas”, escreveu Don Harrison, vice-presidente do conselho do Google no blog oficial da empresa.

Se o acordo for finalizado, a fusão criará novas oportunidades e desafios para uma empresa que até pouco tempo vinha se concentrando apenas em busca na internet, vendas de anúncios e serviços online. O ponto forte da Motorola Mobility são os equipamentos de telefonia móvel e para TV a cabo que permitiriam ao Google ter uma presença e um papel mais preponderantes no mercado de entretenimento. 

Ele é Blogueiro, Designer gráfico e Palestrante... Auditório, ele é bom ou não é?!?!?

COMPARTILHAR

POSTAGENS RELACIONADAS

Próxima
« Voltar
Anterior
Próxima »
A reprodução do conteúdo deste blog é permitida e incentivada, desde que citada e linkada a sua fonte.
Todas as postagens aqui são linkadas.