Por que Rodrigo?


Rodrigo (famoso líder) é um nome próprio derivado dos antigos nomes germânicos Hrodric (alto alemão antigo) e Hroðricus (inglês antigo). O nome assume diversas formas como Hrœrekr (norueguês), Hrørīkr ou Rørik (dinamarquês, sueco) e Riurik em eslavo. Em inglês assume a forma Roderick.

Existiram alguns Rodrigos na história que merecem destaque:

Rodrigo, último rei visigodo na Península Ibérica;
Rodrigo Días de Vivar, herói espanhol conhecido como El Cid;
Rodrigo Froilaz, primeiro conde de Castela.


O Rodrigo na História

Roderico ou Rodrigo (em espanhol e português, Ludhriq "لذريق" em árabe, Roderic, Roderick, Roderik em idiomas germânicos) (? — 714), foi o último rei visigodo da Hispânia, de 710 até 711. Com ele terminou o Reino Visigótico de Toledo.

Eleito em Cortes muito disputadas depois da morte de Vitiza, provavelmente na Primavera do ano 710. Segundo uma tradição seria filho de Teodofredo e neto de Chindasvindo. A Monarquia Visigoda era electiva, não hereditária, mas os partidários do filho de Vitiza, Áquila, não aceitaram a sua eleição e abriu-se um período de guerra civil. O breve reinado de Rodrigo terminou com a Batalha de Guadalete; sucumbiu ante a invasão muçulmana, atraída pelos partidários de Áquila, entre os quais se destacava o governador de Ceuta, o conde Julião ou Olião, a quem a lenda atribui a paternidade da ultrajada Florinda.

O conde Julião, ao que parece, havia feito uma série de incursões em 709 tentando atrair a atenção muçulmana; mais tarde, 7000 soldados saíram de Tânger a Gibraltar em naves pagas pelo ouro de dom Julião. Tariq ibn Ziyad, governador de Tânger, estava no comando do contingente (em sua maioria berbere). Por causa da ausência do rei Rodrigo (por aqueles dias no norte) tiveram tempo para estabelecer sua base no lugar onde mais tarde se fundaria a cidade de Algeciras. Depois de ouvir sobre o fato, Rodrigo se apressou ao sul e, em 19 de julho atacou a expedição muçulmana em pleno vale de Barbate. Os muçulmanos derrotaram Rodrigo na chamada batalha de Guadalete.

A data da morte de Rodrigo não é certa. A batalha de Guadalete teve lugar em Julho de 711, mas ao que parece ele teria sucumbido em Segoyuela (714). Segundo o abade António Carvalho da Costa, na sua "Corografia portuguesa", Rodrigo foi expulso da Andaluzia e teria buscado refúgio na Lusitânia, onde poderia ter tentado fundar o seu reino, já que existia em Viseu uma sepultura com a inscrição "Aqui jaz Roderico, rei dos godos", e que se conservava no século XVIII na igreja de São Miguel de Fetal.

Existe uma lenda que enlaça Rodrigo com a família de dom Julião. Conta a lenda que este enviou sua filha a Toledo para ser educada e teria sido seduzida por Rodrigo, que era um rei efetivo ainda que aparentemente precário. Dom Julião, com ódio, teria pedido ajuda aos muçulmanos para vingar sua ofensa. De todo modo, à margem desta lenda, coexistem uma série de provas menores que demonstram que, de alguma forma, Julião e parte da aristocracia visigoda se esforçaram deliberadamente em despertar o interesse dos muçulmanos pela Hispânia e que, em um primeiro momento, lhes prestaram considerável ajuda.

AGORA VOCÊ SABE POR QUE RODRIGO... É RODRIGO...

Ele é Blogueiro, Designer gráfico e Palestrante... Auditório, ele é bom ou não é?!?!?

COMPARTILHAR

POSTAGENS RELACIONADAS

Próxima
« Voltar
Anterior
Próxima »
A reprodução do conteúdo deste blog é permitida e incentivada, desde que citada e linkada a sua fonte.
Todas as postagens aqui são linkadas.